Início > Cinema > Congelados

Congelados

Antes de dar início às listas de melhores de 2010, vou comentar sobre o único filme que ficou faltando resenhar dentre os que estrearam nos cinemas brasileiros este ano (dentre os que eu vi, é claro). Trata-se do suspense “Pânico na Neve”, o genérico título brasileiro para “Frozen”, sobre três amigos – um casal de namorados e um outro rapaz – que são esquecidos num teleférico em meio a uma nevasca, durante um passeio de esqui. Pernoitar lá em cima deve bastar para que morram de frio, e mesmo que sobrevivam a noite, há o risco da estação não abrir pelos próximos dias, devido ao clima inóspito.

Em exibições prévias, houve relatos de espectadores que passaram mal ou desmaiaram por conta da tensão. Fico sempre desconfiado dessas histórias, que podem ser puramente inventadas para alimentar o hype, ou exemplos isolados de pessoas muito frescas e melindrosas (não que eu seja sinônimo de resistência e impassividade, mas muita gente – a plateia americana, em especial – realmente se choca com bobagens). Nesse caso, fico na dúvida: o filme pode ser tenso e aflitivo em alguns momentos, mas mesmo em seu extremo, não faz mais que suar a palma das mãos e palpitar o coração. E só as sequências mais grotescas causam essa reação – como aquela em que o herói, num ato de desespero, pula do teleférico, causa fratura exposta nas duas pernas e atrai uma alcateia com o cheiro de sangue!

A tensão psicológica costuma ser o às na manga dessas fitas cuja premissa atípica confina os personagens num cenário limitado. Mas isso o roteiro não sabe atestar, tampouco os atores escolhidos são capazes de corresponder à proposta (Shawn Ashmore, de “X-Men”, e Kevin Zegers, da série “Bud” e “Transamérica”, atraem atenção ao projeto, mas não tiveram maiores chances ou então não souberam criá-la). Perto do que sugeria, o resultado é, no mínimo, decepcionante.

.:. Pânico na Neve (Frozen, 2010, dirigido por Adam Green). Cotação: C-

Categorias:Cinema
  1. 19 dezembro 2010 às 1:30 am

    li uma resenha favorável há um tempinho atrás, e fiquei até que curiosa pra ver. eu já gostei mais desse tipo de filme terror catástrofe iiirc e afins. acho que vou assistir até o final do ano, que eu tô aqui numa maratona filmológica doida, pra baixar o número de filmes da minha lista ‘quero ver’.
    este não faz parte, mas né…
    😉

    • 20 dezembro 2010 às 6:38 am

      Quéroul, também fui me guiando pelas resenhas favoráveis, mas não é tudo aquilo que diziam. Tem um ponto de partida interessante, mas uma execução discutível. Veja só depois que colocar tudo mais em dia. Com certeza, sua maratona está rendendo muito mais😉

      Beijo!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: