Início > Cinema > Easy A

Easy A

A ruiva Emma Stone tinha me causado forte impressão em “Superbad” – no qual interpretava o objeto de desejo dos rapazes fracassados, muito mais humana e calorosa do que os estereótipos das fitas americanas costumam permitir a tais personagens – e em “Zumbilândia” – como uma das últimas sobreviventes de um planeta exterminado por hecatombe, e ainda assim deslumbrante. Agora, em “A Mentira”, ele assume com brilhantismo o posto de protagonista, proferindo falas tolas com extrema seriedade e convencendo no papel da garota que não leva desaforo para casa e sempre fica com a última palavra nas discussões. Só é difícil de acreditar que ela seja tão impopular quanto diz, já que possui charme e beleza ímpares que não passariam despercebidas a ninguém.

A “mentira” do título nacional diz respeito a um boato que se espalhou pela escola: de que a heroína era promíscua e fazia sexo por dinheiro. Na verdade, ela não teve qualquer experiência sexual e apenas inventou que perdeu a virgindade num idílico final de semana para escapar de um programa de índio com a melhor amiga. A partir do momento em que essa mentira toma forma, porém, a garota passa a receber uma atenção que até então desconhecia, a qual ela não se opõe (“falem mal, mas falem de mim”). E também passa a ser alvo dos alunos religiosos e puritanos, que procuram por uma maneira de se livrar dela (a personagem de Amanda Bynes substancia esse grupo com uma futilidade crível e hilária).

Penn Badgley, de “Gossip Girl”, interpreta o único rapaz que a verá como algo além de um pedaço de carne. O elenco é completado por veteranos como Malcom McDowell, Thomas Haden Church e Lisa Kudrow (como o diretor, um professor e uma orientadora do colégio) e Patricia Clarkson e Stanley Tucci (como os pais descolados da mocinha, que a criaram num ambiente liberal e incentivaram seu comportamento idiossincrático). Não é o filme perfeito – a aproximação de Emma e Penn, por exemplo, não é fluida e natural –, mas é divertido o suficiente, tem um humor auto-referenciado que contagia e várias referências bacanas às comédias dos anos 80 (em especial, às de John Hughes) que a certo ponto serão absorvidas pela trama. Um exemplar que se destaca na safra atual de teen movies!

.:. A Mentira (Easy A, 2010, dirigido por Will Gluck). Cotação: B+

Categorias:Cinema
  1. 4 dezembro 2010 às 2:42 am

    Verei apenas por Emma Stone, que pra mim é uma atriz simpática!

    • 4 dezembro 2010 às 10:37 pm

      James, concordo. Emma está com tudo e é uma das únicas coisas que me empolga no reboot de Spider Man (ela loira como Gwen Stacy vai ser épico)!

  2. 5 dezembro 2010 às 1:46 am

    Nossa, mas esse filme só estreará em fevereiro nos cines. Conseguiu ver em uma sessão fechada?
    Abraço🙂

  3. 5 dezembro 2010 às 8:41 pm

    Este filme, e a performance da Emma Stone, foram bastante elogiados. Quero ver exatamente por causa dos dois motivos. Beijo!

    • 6 dezembro 2010 às 10:37 pm

      Jeniss, na verdade eu baixei😉

      Ka, creio que não vá se decepcionar com nenhum dos dois. Beijo!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: