Início > Cinema > À caminho #2

À caminho #2

Outro filme que tem me deixado salivando, com base na recepção inicial dos críticos, é o novo de Danny Boyle “127 Hours”. O inventivo diretor inglês dispensa introduções – é mundialmente admirado por suas conquistas no cinema, com destaque para o irreverente “Trainspotting” e o afetuoso “Quem Quer Ser um Milionário?”. Este último, inclusive, foi o filme mais premiado de 2008, o que talvez justifique a implicância que acabou cultivando (é um efeito muito comum conhecido como “backlash”, a onda contra; ou seja, tudo o que ganha visibilidade positiva tende a ser vilipendiado por um grupo que vai na contra-mão).

Este “127 Hours” é da mesma Fox Searchlight que transformou “Quem Quer Ser Um Milionário?” em sucesso (o trailer que você confere abaixo inicia com uma retrospectiva dos filmes mais relevantes de Boyle, numa tentativa clara de projetá-lo para os prêmios no final do ano). Parece seguro, também, apostar em James Franco, o protagonista do longa, como forte candidato às grandes premiações. Ele interpreta um jovem aventureiro, interessado em ciclismo e alpinismo, que sofre um acidente quase fatal. Fica com o braço direito preso sob uma rocha de meia tonelada, e permanece no local por seis dias, à beira da morte, degradando-se física e psicologicamente. E o sacrifício que faz para garantir sua sobrevivência é inimaginável.

Impossível visibilizar essa história nas telas sem passar por sequências de tensão, sufoco e claustrofobia. O trailer, porém, chama atenção para um exercício de estilo, uma confirmação de que o diretor não quer apenas testar os limites da plateia, mas também envolvê-la na experiência, nas motivações de um personagem que só parece se sentir vivo às custas de muita adrenalina e riscos pessoais. Pelo material divulgado, já dá para se impressionar com a fotografia de Anthony Dod Mantle (o que são esses planos de câmera?), e antecipar algumas sensações que o filme vai provocar. No elenco também estarão Lizzy Caplan, Kate Mara, Amber Tamblyn e Clémence Poésy. E a história, se não mencionei antes, é real.

Senhoras e senhores, “127 Hours”:

Categorias:Cinema
  1. 6 setembro 2010 às 12:19 am

    Tenho medo de filmes assim (rsrsrsrsrsr), mas pretendo conferir esse filme aí. Beijo!

    • 6 setembro 2010 às 6:52 am

      Ka, não tenho medo, mas geralmente tenho pé atrás com filmes que envolvam tanta tensão. Só que este parece muito promissor e bem realizado para dispensar😉

      Beijo.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: