Início > Cinema > Explosão injusta

Explosão injusta

Não dá para entender as reações negativas à “Encontro Explosivo”. O filme é uma divertida comédia de ação que, quando tomado pelo que se propõe, entrega ao público sequências movimentadas e bem orquestradas, num ritmo rápido e realmente incansável. Se não foi o sucesso de bilheteria que teria sido em outros tempos é porque o prestígio do astro Tom Cruise nunca esteve tão em baixa, graças às palhaçadas que protagonizou na vida pessoal, tentando propagar sua religião, a cientologia, e sua esposa inexpressiva Katie Holmes. Seu par romântico no filme, Cameron Diaz, também já teve mais seguidores – hoje o que faz de relevante é posar para fotos e dublar a Princesa Fiona nas continuações pioradas de “Shrek” (depois que Sofia Coppola a usou como caricatura em “Encontros e Desencontros”, ela também se tornou motivo de piada em muitos círculos). Mas eles não são maus atores, e continuam tendo carisma o suficiente para segurar um filme. Mais ela do que ele, na verdade: Cameron parece ter um entendimento melhor do clima do longa – para não levar a sério e se divertir a valer no processo -, além de permanecer bastante atraente. Os dois já tinham se reunido antes no cinema, em “Vanilla Sky”, onde ela também era o destaque, com uma forte e intensa presença.

Nesta fita, dirigida com estilo por James Mangold (“Johnny & June”, “Os Indomáveis”), Tom é um agente secreto imbatível, perseguido injustamente por todas as forças de autoridade dos Estados Unidos, mas capaz de se esquivar de esquadrões completos. Ele está protegendo uma poderosa fonte de energia e seu inventor genial e precoce – até que Cameron, uma civil bem intencionada, cruza seu caminho no aeroporto e acaba entrando de gaiato nesta perseguição. Não dá para procurar lógica na trama, mas o absurdo ao menos é bem conduzido, com a trama sendo ambientada em vários países diferentes, e os personagens se deslocando de um ponto ao outro como se estivessem indo na esquina. Há muito tiroteio – alguns quase idênticos aos de “Sr. e Sra. Smith”, com o qual este filme tem sido muito comparado -, muito automóvel colidindo em rodovias, e muita correria por cima de telhados, tudo bem coreografado e captado por ótimos planos de câmera. Quem entra no esquema e se envolve não vai dar a mínima para os furos gigantescos do roteiro, nem para os clichês a que ele se rende (como os diálogos auto-explicativos, que contestam o óbvio para o espectador mais lento). Até porque também há boas sacadas, como as cenas em que Cameron é dopada e apenas vislumbra trechos diferentes da ação. O elenco também conta com Peter Sarsgaard, Paul Dano, Marc Blucas, a veterana Celia Weston e a sempre interessante Viola Davis. Uma boa pedida para uma tarde de Domingo.

.:. Encontro Explosivo (Knight and Day, 2010, dirigido por James Mangold). Cotação: B-

Categorias:Cinema
  1. 25 julho 2010 às 3:13 pm

    é um combo meio grande de ‘não guento’: explosões + cameron diaz + 1/2 tom cruise (porque eu meio ainda gosto dele. mas se fosse, sei lá, clive owen, aff…)… demais pra minha vida cinematográfica.
    aquele da Jolie e Pitt eu nem vi ainda, logo, vai demorar mais ainda pra eu ver esse, tô sabendo já.

  2. 25 julho 2010 às 6:14 pm

    Parece legalzinho, haha.

    • 25 julho 2010 às 6:20 pm

      Quéroul, eu te entendo, tem filmes que tb não são para mim. Mas confirmo que vc não vai repelir se acabar dando alguma chance um dia😉

      Mark, e é mesmo!

  3. rahru
    25 julho 2010 às 6:29 pm

    Filme divertidíssimo mesmo. Apesar de achar o Cruise ok e nem um A a mais, é um romance bem feito, uma comédia muito eficiente e um filme de ação super bacana.

    A crítica eu não entendo, acho que ficou malacostumada com filmes de ação (pseudo ou realmente) sérios, e não curtiu essa história de adrenalina misturada com risadas. O público não tem dúvida: acham que ação é um gênero sagrado demais pra misturar com romance e comédia, e não prestigiaram. Uma tristeza.

  4. 25 julho 2010 às 10:04 pm

    Eu também não entendo as reações negativas que este filme tem recebido. Concordo com teu texto. O filme entretém, tem alguns momentos bem legais e a dupla Cruise e Diaz está ótima! Beijo!

    • 26 julho 2010 às 2:49 am

      Pedro, o que eu não entendo é que o público costumava curtir esse tipo de mistura… Bom, espero que os brasileiros ao menos reservem ao filme uma melhor acolhida.

      Ka, totalmente de acordo contigo! Beijo.

  5. Gustavo Naspolini
    26 julho 2010 às 3:58 am

    Adoro esse filme!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: