Início > Teatro, TV > Copa? Não. Seriado e Teatro.

Copa? Não. Seriado e Teatro.

Eu, ao contrário do restante do Brasil e do mundo, não acompanhei o show de abertura da Copa do Mundo 2010. De fato, dificilmente verei algum jogo que não seja do Brasil – o que eu também só farei porque é inevitável. Não gosto e não entendo de futebol, e acho uó esse falso patriotismo que só existe a cada quatro anos. Sem contar que essa obsessão dos brasileiros por futebol ainda faz com que qualquer outra opção de esporte seja subvalorizada em território nacional. Ah, e até eu que entendo lhufas do que está se passando na África do Sul sei que as chances do timeco do Dunga levantar a taça são as mesmas de Stephanie Meyer escrever um livro bom. Reconheço o senso de união e torcida coletiva que este evento traz ao país, mas insisto que o povo está se vestindo de verde e amarelo pelos motivos errados.

Opção Melhor que a Copa #1: US of Tara

Mas este nunca foi um blog político ou demagogo, e não é a partir de agora que passará a ser. Essa introdução foi só para fazer um apanhado do que tenho feito, assistido ou ouvido nos últimos dias. Como continuo em falta com o cinema, vou comentar brevemente o que tenho acompanhado nas outras mídias. Junto de “Glee”, encerrou sua temporada a excelente “United States of Tara”, cuja evolução em relação ao ano anterior foi notável. Tudo na série criada por Diablo Cody, a premiada roteirista de “Juno”, estava no devido lugar: do drama da protagonista, que sofre de um distúrbio de múltiplas personalidades em função de um trauma que vai sendo revelado aos poucos, à auto-aceitação do filho adolescente gay. Até mesmo Charmaine, que a princípio era um apêndice, se tornou mais integrada ao núcleo da Tara depois de perceber que a irmã realmente foi traumatizada, e que de alguma forma ela compartilhou desse abuso. Rosemarie De Witt esteve maravilhosa no papel. Não deve ter forças pra chegar ao Emmy, mas merece todo e qualquer reconhecimento junto da principal Toni Collette. Apenas o enredo da filha Kate continua parecendo muito desconexo ao restante do plot, mas isso é algo que pode ser corrigido na terceira temporada.

Opção Melhor que a Copa #2: Hairspray

Entrementes, dei uma segunda chance à “Hairspray”, musical que está saindo de cartaz em São Paulo depois de uma temporada bem-sucedida no Teatro Bradesco. E bota sucesso nisso! O Bradesco tem quase dois mil lugares, e tem lotado em todas as quatro sessões semanais. Resultado do ótimo trabalho de divulgação e, é claro, dos nomes conhecidos à frente do elenco, como os globais Edson Celulari, Arlette Salles, Danielle Winits e Jonatas Faro. Pois é: a esmagadora maioria das pessoas só vai ao teatro na tentativa de assistir novela ao vivo. Mesmo “Hairspray” sendo uma produção premiada da Broadway, não manteria a casa cheia com a mesma facilidade se Miguel Falabella, o responsável pela adaptação, não trouxesse o elenco principal da TV (a exceção fica por conta da protagonista, a eficiente Simone Gutierrez). Já comentei na minha resenha original que parte dessa escalação foi equivocada, e que apenas Celulari rende em todo o seu potencial cômico. Na sessão que eu vi dessa vez, Winits e Faro faltaram e foram substituídos, mas os alternantes também não são grande coisa. Devo reconhecer, no entanto, que “Hairspray” é um espetáculo para cima, empolgante, inspirador – sensações que os cenários coloridos, as caracterizações impecáveis e as danças bem coreografadas ajudam a reforçar. Relevando o plot bagunçado, alguns problemas com o microfone, e a pavorosa tradução das canções, dá para se divertir com muito custo.

Mais alguém está boicotando a Copa pra dar prioridade a coisas mais interessantes?

Anúncios
Categorias:Teatro, TV
  1. 11 junho 2010 às 4:34 pm

    Tô contigo LV! Nunca fui de assistir Copa e vou ficar felizmente por fora de tudo.

    O que é que a gente faz, hein, parece que a gente nasceu no país errado! Faz o seguinte: me encontre nos degraus do MET – estarei esperando com iogurte pra gente conversar de coisas que não a Copa. XOXO

  2. 11 junho 2010 às 5:02 pm

    já eu sou toda contrária: sou muito maria chuteira, adoro futebol, adoro a copa.
    já assisti o primeiro jogo e CHOREI com o gol da África do Sul. hahaha. eu sou meio paspalha mesmo.

    agora o que eu ando vendo não é nada novo: tô assistindo OZ, a série completa que um amigo meu emprestou. a primeira temporada quase me faz desistir, mas insisti e estou looooooka com a terceira temporada já. cê assistiu?

    ainda não vi US of Tara, e até queria… mas e a pregui, como fica?
    =*

    • 11 junho 2010 às 6:34 pm

      Felipe, combinadíssimo! Nos veremos nos degraus do MET em qualquer data a partir de 9 de Julho! 😉 XOXO

      Quéroul, o máximo que eu faço é dar uma espiada nos jogos, mas com zero emoção. Só dando risada e fazendo os comentários mais sem noção que se possa imaginar! huahua… Sobre Oz, vi uns três episódios nas madrugadas do SBT, mas achava bem esquisita. Mas tenho certeza que se pegasse pra gostar, ficaria viciado! E larga de preguiça: Tara é o máximo!!! Beijo.

  3. 11 junho 2010 às 8:50 pm

    Eu só tenho tempo de assistir aos jogos do Brasil e aos jogos dos finais de semana. E não deixarei de ver meus filmes e seriados! 🙂 Beijo!

    • 12 junho 2010 às 8:24 pm

      Ka, eu esperava isso mesmo de você! Sempre fiel aos filmes e seriados! 🙂 Beijão.

  4. Caroline®
    12 junho 2010 às 11:11 pm

    Eu, como a minha xará, adoro futebol. Até queria ignorar a Copa esse ano, mas basta ligar a tv e ver um jogo passando, que eu paro pra assistir! Mas eu sou admiradora do esporte, não da seleção brasileira, que tá uma bosta, btw.

    • 13 junho 2010 às 6:02 pm

      Caroline, vendo toda a comoção que ronda os jogos no Twitter, eu até acabo ligando a televisão, mas nunca acompanho plenamente. Vejo por cima, só para fazer comentários sem noção! huahua… E mesmo entendendo pouco do assunto, ou nada, sei que a seleção brasileira tá devendo MUITO.

  5. Lucy
    14 junho 2010 às 3:42 am

    (viu, falei que eu ia aparecer mais vezes. Acho que vc vai ter que me aguentar…)

    Bom, eu confesso que sou maria-chuteira. Daquelas fanáticas, que vai ao estádio ver jogos do time do coração e que fica muito irritada pq tem que trabalhar e não pode ver todos os jogos da Copa como queria… E, de alguma forma, fico feliz pq a Copa acontece no off-season das séries, senão eu estaria ferrada com tudo que assisto… =-P

    • 14 junho 2010 às 5:16 pm

      Olá de novo, Lucy!!! 🙂

      Fui muito pouco em estádio, o suficiente pra saber que não é o meu tipo de programa. Mas de fato, a Copa ocorre em horários bem convenientes. Prefiro, no entanto, pegar alguma série antiga em DVD do que ficar seguindo os jogos…

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: