Início > Teatro > In on It

In on It

“In on It” é uma peça difícil de ser descrita – primeiro porque a trama, ao alternar a vida pessoal de um dramaturgo e seu amante com a encenação de um espetáculo desenvolvido por eles, se esquiva de qualquer definição; segundo porque o espectador deverá embarcar na experiência sem saber nada além da sinopse elementar. Será surpreendido, no processo, pela abordagem inteligente e bem-humorada de temas intrínsecos a todo ser humano. Pode-se adiantar que falarão de separações, despedidas e morte – mas a maneira como esses tópicos são inseridos na discussão entre os dois atores/personagens é algo para ser descoberto no andar da carruagem. E ninguém há de ficar alheio, sem se emocionar e se envolver.

Os protagonistas, Emílio de Mello e Fernando Eiras, são fantásticos. Os dois interagem pelos mais de 60 minutos de espetáculo auxiliados por nada além de duas cadeiras, uma iluminação bem planejada, uma combinação de trilha e efeitos sonoros, e um certo casaco de couro. Este casaco servirá como metáfora para o apego que um tem pelo outro – assim como para as partes deles mesmos que tiveram de renunciar em pró do relacionamento. Servirá também para caracterizá-los como o personagem da peça que um deles escreveu, sobre a qual o outro não para de dar palpites. Num espertíssimo e bem apanhado jogo cênico, os dois estão em sintonia mesmo quando atuam sem contato direto, cada qual sentado numa extremidade do palco, onde os mínimos gestos ecoam um no outro.

Empregar com funcionalidade essa economia de recursos é só um dos trunfos da direção de Enrique Díaz. O carioca descobriu o texto do canadense Daniel MacIvor numa passagem por Nova York, então ensaiado pelo próprio autor. Conseguiu trazê-lo para cá sem distanciá-lo da plateia brasileira (apenas os nomes estrangeiros são mantidos), reforçando a universalidade das situações e confiando na versatilidade do elenco. Conseguiu ainda definir muito bem as transições entre o passado, o presente, e a ficção. Essas rupturas poderiam gerar estranhamento no espectador se não ficassem bem delineadas, mas com o auxílio da iluminação e dos atores que não se perdem entre as mudanças de tom, é fácil seguir a linha narrativa e acompanhar cada estágio.

O fato é que poucas vezes encontrei no teatro um exercício tão eficiente sobre a arte de atuar, uma metalinguagem tão eficaz e nem um pouco pretensiosa ou auto-indulgente, ou ainda um retrato do que há de mais prazeroso e doloroso nas nossas vidas composto com tamanha sensibilidade e razão. “In on It” é, enfim, um programa que te manda para a casa dando suspiros reflexivos, que precisa de um tempo para assentar na nossa cabeça, e para nos recompormos das dimensões a que somos levados. Até o próprio título, de tradução complicada, é para ser pensado. Para mim, “in on it” significa estar dentro de um momento, ser a parte de um todo – e é exatamente isso que a peça nos propõe. Que acompanhemos cada transição dispondo das mais variadas sensações, indo do riso às lágrimas, e de lá para o riso outra vez.

O sucesso de público é mais do que compreensível – esteve ano passado no Rio com a casa cheia, e desde o início do ano está em São Paulo, primeiro no Teatro Faap e agora com a temporada prorrogada no minúsculo Teatro Eva Hertz. Os louvores da crítica também são justificados. “In on It” foi premiado com o Shell nas categorias Direção e Ator (Fernando), e mais recentemente pelo APTR, como Melhor Espetáculo, Direção e Ator (dessa vez dividido entre os dois). E azar de quem não presenciar esse time vencedor: as apresentações vão até 27 de Junho; ainda há chances de se maravilhar.

.:. In on It. Com: Emílio de Mello e Fernando Eiras. Direção: Enrique Díaz. Texto: Daniel MacIvor. Teatro Eva Hertz – Livraria Cultura, Avenida Paulista, 2073 – Conjunto Nacional – (11) 3170-4059. Sex e Sab às 21h; Dom às 18h. Sex R$40,00; Sáb e Dom R$50,00. Não recomendado para menores de 16 anos. Cotação: A+

Categorias:Teatro
  1. Charles Fouquet
    17 maio 2010 às 7:07 pm

    Me arrependo horrores de não ter visto aqui no Rio, só que o local era super longe da minha casa e ninguém queria ir comigo hahahaha (ou quem queria, quase nunca podia e ficou nessa). Se por ventura voltar nem que seja curtíssima temporada eu vou só mas não perco! Abs.

  2. 17 maio 2010 às 8:47 pm

    opa, nova peça que vou ter que ver pq vc mandou? eu gosto das suas resenhas teatrais e ainda soooofro pelo Despertar. mas até 27 de junho é uma possibilidade: tirando a demora da burocracia, pode ser que eu tenha como ir mesmo, pq teórica e documentalmente eu sou, oficialmente, a Paris Hilton. viva. \o/

    e eu tô esperando o post de Supernatural, viu… achei que ele seria o post comemorativo, mas não foi…🙂

    • 17 maio 2010 às 9:23 pm

      Charles, mandou mal por não ter visto! Mas parece que nem os próprios atores querem que a peça termine, já que vivem prorrogando temporada, e não acho impossível que volte praí em algum futuro próximo ou em apresentações especiais. Daí não seja bobo de perder! Abs😉

      Quéroul, essa fica até fim de Junho e Despertar volta em Junho pra ficar por mais dois meses. Ou seja, a senhorita tem mais oportunidades pra conferir, e quem sabe esbarrar comigo em alguma sessão! Tá na hora, não? huahua… E o post de Supernatural já está escrito, só não foi publicado antes porque no calor da emoção dei prioridade pra In on It. Mas logo entra no ar!

  3. 18 maio 2010 às 2:34 am

    Queria muito que peças como essa viessem aqui pra Natal, mas, dificilmente, elas aparecem por aqui! Beijo!

    • 18 maio 2010 às 3:49 am

      Ka, por isso que eu insisto que vc tem que fazer uma viagem prolongada nessas férias para São Paulo. Aproveite para tirar o atraso com todas essas produções! Beijo.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: