Início > TV > Conhecendo Supernatural

Conhecendo Supernatural

“Supernatural” é uma das séries atuais mais populares entre os brasileiros, ainda mais depois que passou a ser exibida diariamente pelo SBT, e em pleno horário nobre. Antes disso já tinha sido transmitida pelo canal durante as madrugadas, e também é um dos maiores trunfos da Warner na TV Paga. Nos Estados Unidos, foi primeiro exibida pelo WB, e depois que este se fundiu à rede UPN, manteve-se como um dos maiores sucessos da CW, o fruto dessa aquisição. A pesquisa indica que “Supernatural” foi planejado inicialmente para se estender por cinco temporadas, embora uma sexta já tenha sido confirmada. Afinal, o time está ganhando, trazendo dinheiro para a casa e crescendo cada vez mais. Não à toa, a série recebeu recentemente o People’s Choice Award, de total decisão do público, na categoria Ficção e Fantasia.

Aparentemente, é um programa para ficar mesmo seleto aos fãs. Não tem perfil de aclamado pela crítica e, pelo pouco que conferi, não pode ser mesmo apreciado por quem tende a levar tudo muito a sério. Para quem se satisfaz com a proposta, porém, é uma diversão honesta. Na trama, dois irmãos perambulam pelos Estados Unidos perseguindo espíritos e lendas locais. Foram ensinados pelo pai, que se tornou um ávido caçador de demônios desde que uma força oculta poderosa tirou a vida de sua mulher (a mãe dos garotos, que na época eram pequenos). À princípio – comecei a ver com muito atraso e até agora não passei da metade da primeira temporada -, os episódios são auto-centrados, com casos avulsos, expostos e solucionados num mesmo capítulo. O plot maior que dá liga a essas peregrinações é a busca dos protagonistas pelo pai, que desapareceu sem deixar vestígios em sua busca obstinada pelo demônio que matara a esposa (e que assassina da mesma forma a namorada de um deles, logo no primeiro episódio).

O suspense não é exatamente de arrepiar os pelos da nuca, e falta tessitura dramática nesses conflitos emocionais. Mas fica bem evidente o potencial para crescer assim que se embrenharem por algumas brechas que estão sendo plantadas. Também são muito oportunas as inserções de humor – por enquanto bastante modestas, embora me garantam que o clima se torne mais descontraído à medida em que as temporadas avançam. Os dois atores – Jared Padalecki, que esteve em “Gilmore Girls”, e Jensen Ackles, que eu não conhecia – parecem ter um entrosamento natural entre si. Eles convencem como irmãos, nos divertem com suas piadas internas, e se encaixam tão bem nos papeis que fica difícil imaginar terceiros na mesma função. Gosto ainda de Jeffrey Dean Morgan como o pai dos dois, e estou empolgado pelos próximos episódios com uma presença mais ativa dele. Ainda não amo “Supernatural” do fundo do coração, mas sei que é questão de tempo até chegar a esse estágio. Mais importante: entendo o apelo que a série tem, e acho que ela merece certa condescendência e boa vontade antes de ser gratuitamente criticada, como muitos o fazem por aí.

Anúncios
Categorias:TV
  1. 3 março 2010 às 1:00 am

    deu até um calorzinho no peito aqui…
    eu demorei de ver supernatural; séries sobrenaturais (ou com bruxas, vampiros e tais) nunca me interessam em princípio. e pelos comerciais, sempre achei muito do meia-boca.
    minha irmã assistia a série e sempre me dizia que era legal – mas como ela é fã ardorosa de Charmed, bleargh, nunca que confiei nela como referência, entende. um dia tentei assistir com ela um episódio da terceira temporada, se não me engano, e odiei com toda a força do meu fígado.
    mas aí, nem lembro como, eu insisti. aliás, lembro só que foi fácil: descobri que minha irmã tinha TODAS as temporadas em casa. juntei minha corági e fui eu lá na maratona. foi duro passar dos episódios um e dois, porque a primeira temporada, os primeiros capítulos principalmente, você tem que acreditar que vai dar em algo. mas daí, quando a temporada chega no final, você precisa logo da segunda, e vai ser assim pra sempre: quando a trama se fechar no assunto principal, você vê que a idéia é bem mais legal do que só correr atrás de fantasma e essas coisas.
    com o perdão do spoilerzinho (hihi), lá pelo meio da terceira, e na quarta temporada, vc tem até saudades dos casinhos isolados do começo (eventualmente eles retomam o modelo, porque tem horas que tudo fica sombrio demais).
    eu vi uma tuitada sua ali do lado outro dia dizendo que tava gostando do Dean. pois é. além do menino ser uma coisa delícia, ele é muito, mas muito engraçado. eu às vezes ainda duvido da capacidade dramática dos dois atores, embora já tenha derrubado umas lagriminhas com eles; mas é no humor que eles são imbatíveis, e com satanás e tudo, o que não dá pra evitar são as risadas com essa série.
    virei fã, mas muito fã mesmo.

    tinha um monte de coisa pra contar aqui (aloka que se acha íntima), mas volto outra hora, porque esse comentário certamente tá maior que seu post, e eu não quero abusar, néam.
    =*

  2. Rafaella Sousa
    3 março 2010 às 2:08 am

    Ah, Louis, finalmente você tá vendo Supernatural! Essa série é o meu vício mor. Se uma coisa eu tenho que agradecer ao SBT é por isso, ter me permitido ver Supernatural quando eu ainda não tinha banda larga. Não sei se você por acaso já viu ou acompanhou Smallville, mas o Jensen Ackles fez o papel do treinador do time de futebol americano da escola do Clark. Acho que isso foi na quarta temporada. Ele saiu pra fazer Supernatural. O Jared Padalecki não é lá uma maravilha de ator, e numas partes mais dramáticas ele não chega lá. Mas, pra mim, a série é tão bem feita, os showrunners têm total controle do plot, por isso souberam lidar tão bem com o encurtamento da temporada por causa da greve dos roteiristas, eles sabem onde a história começa e onde ela vai terminar. Por isso, até que eu tô preocupada com essa sexta temporada e pelo fato do criador do seriado ter deixado de ser showrunner. Se Supernatural virar Smallville… Deus me livre! Por isso, agora eu te faço uma recomendação: insista! Supernatural é vida! =]

  3. Tiago
    3 março 2010 às 10:59 am

    No começo eu gostava de supernatural por pura diversão já nessas ultimas temporadas vejo como um lance mais sério ainda mais com a questão de Anjos vs Lucifer e o caramba a quatro, mas ainda sim não deixa de ser divertido.

    • 3 março 2010 às 1:02 pm

      Quéroul, seu comentário me animou bicas porque esse desinteresse – ou melhor, essa coragem – pra continuar acompanhando foi o que eu precisei depois de ver os primeiros episódios. Ontem assisti o décimo segundo e achei verdadeiramente bom! Para quem tem força de vontade, a série pode ser viciante e empolgante. Tanto que planejo alcançar a quinta temporada até o final desse mês! Quero muito ver ficar sombrio, e quero mais ainda que dêem foco para as tiradas cômicas do Dean. Aquele rapaz é o máximo! Super podia sustentar um stand up! Gosto do trabalho dos dois e de como eles realmente parecem se importar um com o outro (li por aí que são melhores amigos na vida real). Pode contar muito mais! haha 😉

      Rafaella, não vi nada de Smallville! Puxando a ficha do Jensen no IMDb descobri que ele tinha participado da série, mas como não acompanhava… Acho ele ótimo no papel, e a química com o Jared (que sozinho não é mesmo grande coisa) engrandece a ambos. Fiquei com medo desse prolongamento para uma sexta temporada, mas decidi varrer as preocupações da cabeça até alcançar a quinta. Mas realmente é um perigo quando se estendem mais do que planejado! Vou insistir até considerar que Supernatural é vida também! 🙂

      Tiago, ainda não cheguei lá, mas espero que seja tenso! Adoro!

  4. 3 março 2010 às 9:36 pm

    Ainda não vi nenhuma das temporadas …

  5. fabiola
    29 maio 2010 às 12:19 am

    eu amooooo sobrenatural primeiro porque Sammy e Dean são lindos de morrer! depois porque a série e mto legal, divertida vc começa assistir por acasso e quando vê ja era ja se apaixonou, pior qndo acaba um episódio não para de imaginar como será o proximo sem duvida e tudo de bom! espero que não acabe nunca!precisamos de ficção de qualidade como SOBRENATURAL são mtos os elogios… só assistindo para saber!
    (obs:mal posso esperar ,estou com saudades dos mais lindos caçadores de demônios ja vistos)

    • 29 maio 2010 às 9:54 am

      Fabiola, concordo com vc. Supernatural é aquela série em que você para pra ver um episódio e acaba emendando cinco em sequência. Viciante como poucas coisas na TV americana! E os dois, além de lindos, tem uma química absurda.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: