Início > Cinema > High School Musical – O Desafio (de assistir até o fim)

High School Musical – O Desafio (de assistir até o fim)

A Disney precisa perder o hábito de refazer suas franquias de sucesso em países estrangeiros, com elenco e produção local. Já tinham errado ao refilmar a série “Desperate Housewives” na Argentina, primeiro em castelhano e depois em português, com atores brasileiros deslocados nos papeis. Agora inventaram de adaptar “High School Musical” para a nossa realidade, ambientando a trama no Rio de Janeiro e escalando jovens revelados por um programa de TV. O resultado, obviamente, é uma ficção caramelizada e pueril, onde o contexto não importa e as transposições para a nossa cultura soam banais (o roteiro, ao contrário de “Desperate Housewives” – ou “Donas-de-Casa Desesperadas”, para esculhambar de uma vez -, não teve de seguir escrupulosamente a versão original). Afinal, aqui não temos high school, escolas com corredores anormalmente limpos, armários particulares, ou o costume de encenar peças de teatro (nos Estados Unidos, os grandes musicais da Broadway chegam a ceder os direitos para essas montagens amadoras, e “olheiros” são enviados para avaliar os novos talentos, que podem até se tornar artistas de prestígio). O mínimo que poderiam ter feito em termos de adaptação era alterar o esporte principal – dessa forma, o basquete foi substituído pelo futebol, e o time Wildcats se tornou os Lobos-Guará! Os personagens se mantém arquétipos, com as mesmas atitudes, mas numa trama levemente modificada. Nenhum dos atores-cantores parecem ser achados autênticos. O casalzinho principal é especialmente insosso: os americanos Zac Efron e Vanessa Hudgens ao menos tinham carisma e dançavam bem; estes aqui sequer tem chance de mostrar serviço, empacados em coreografias ridículas (dá para imaginar os ensaios, “pé direito, pé esquerdo, palma…”) e canções de doer os ouvidos. O melhor, de muito longe, é o que fica com o papel do irmão da vilã, embora não tenham tido coragem de tornar o personagem gay, como o Ryan Evans do original (uma curiosidade é que todos os personagens recebem os nomes dos intérpretes). Há opções mequetrefes e puramente comerciais, como a inclusão de Wanessa Camargo, que aparece como si mesma de supetão, e uma absoluta falta de balanço, já que passam por bons bocados sem uma única canção para depois enfiarem duas ou três em sequência. Ou seja, uma fita desnecessária e bobinha, que pode se revelar uma verdadeira tortura para os pais que estiverem acompanhando os pequenos. Estes, por sua vez, não parecem se incomodar. Por outro lado, também conseguem se envolver com os filmes da Xuxa…

.:. High School Musical – O Desafio (Nacional, 2010, dirigido por César Rodrigues). Cotação: E+

Categorias:Cinema
  1. 1 março 2010 às 2:54 am

    Medo deste filme, mas eu vi dois blogueiros elogiando, acredita nisso?

  2. 1 março 2010 às 12:57 pm

    Ai, que triste assistir “High School Musical” versão tupiniquim. Você tá precisando de um amigo pra passar o tempo?

    • 1 março 2010 às 1:32 pm

      Cristiano, não creio!!! Que gente sem noção…

      L. Vinícius, viu só a que ponto eu cheguei? huahua… Na verdade peguei uma sessão de 2 reais, do Cinemark as três em ponto. Se não fosse pelo blog provavelmente (aliás, certamente) eu não veria.

  3. Rafaella Sousa
    1 março 2010 às 2:06 pm

    Eu também fiquei pensando, “Por que colocar o nome dos atores como nomes dos personagens?”. Me diz, que mocinho de filme adolescente se chama Olavo? Mesmo no HSM americano eles tentaram desfazer essa imagem do Ryan como gay. No segundo já tem mudança, e no terceiro ele fica afim de uma garota. Só um último comentário: Lobos-guará? HUAHUAHAUHAUAHUAHAUHAUAHUAHUAHAUHAUAHUA😄

  4. markhewes
    1 março 2010 às 5:48 pm

    Louis, quando soube que era uma versão brasileira fiquei com medo do filme, haha. Imaginei que fosse bem ruim mesmo, mas quando vi sua conotação fiquei em choque, hahaha.

  5. 1 março 2010 às 5:52 pm

    Louis do céu!
    Há outros métodos de tortura mais recomendáveis.

    tu perdeu a aposta no bar?
    foi pagar promessa?

    • 1 março 2010 às 6:44 pm

      Rafaella, além de besta, isso de manterem os nomes faz com que os personagens se tornem ainda menos marcantes! E nada tira da minha cabeça que o Ryan no HSM original ia usar a compositora como fachada para a sua homossexualidade. Ele cantando a gritinhos com a calça pink não me engana!!! huahuahua… E Lobos-Guará deu dó, é verdade…

      Mark, tá passado em Cristo? Eu sabia que ia ser ruim. Pra mim foi até surpreendente não ter levado um E-! huahuahua

      Tom, o que eu não faço por esse meu blog, meu caro! Só pro pessoal comentar “Nossa, viu só o tanto de filme que ele assiste”! HUAHUAHUAHUA🙂

  6. 1 março 2010 às 10:53 pm

    Coragem, hein, Louis???? Te admiro! Beijo!

    • 1 março 2010 às 11:58 pm

      Super, Ka! Isso é que dá tentar ser eclético! LOL. Beijo!

  7. 2 março 2010 às 12:27 am

    DEUS, PLEASE HOPE FOR EVERYBODY!

  8. GABI
    23 março 2010 às 10:20 am

    FALA SERIO O FILME É A COISA MAIS BESTA E AMBULANTE JA VISTA PELO CINEMA SÓ PARA PESSOAS QE GOSTA MESMO……..ISSO É E MESMA COISA QE ASSISTIR DISCOVERKIDS DESCULPE QUEM GOSTA MAIS O COMENTARIO É MEU EU ESCREVO MINHA VONTADE!É..RAYAN É HOMOSSESUAL MESMO GNT MAIS ELE QUE QUER NÉE COOOOOOOOOOOISA FEIAAAAA

    • 24 março 2010 às 10:05 pm

      Gabi, não tenho como discordar sobre o filme ser ruim, mas não entro no mérito do Ryan ser gay por opção, já que isso não existe.

  9. Léo junior
    4 junho 2010 às 11:01 pm

    Eita gente quanta pedra neles….. x(
    Calma deixa eles sentirem a fama um pouco

  10. nicole
    21 dezembro 2010 às 5:04 pm

    oi tudo bem como vcs estao bem eu queria conheser vcs tchau beijos

  11. kerin rebeca
    15 agosto 2011 às 8:00 pm

    nossa adorei mas minha irma chegou e eu nao terminei tem algem que pode terminarde me falar ??? mas ta bom achu que vou voutar a assistir !

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: