Início > TV > Spin-offs e Angel

Spin-offs e Angel

Agora que me assumi como um fã convicto de “Buffy, A Caça Vampiros” – daqueles que consideram os episódios geniais, que os assistem por incontáveis vezes, que tem camisetas inspiradas no show, que tem um altar particular montado para o criador Joss Whedon em casa, e muitas nerdices a mais -, não tenho mais desculpas para não ficar em dia com o spin-off “Angel”. Sei que estou uma década atrasado para comentar sobre isso, que a série já foi exibida nas madrugadas da Globo e que foi cancelada anos atrás. Mas descobrir tardiamente só dá um charme extra à coisa: enquanto todo mundo já viu, eu ainda tenho episódios inéditos e fresquinhos, guardados só para mim. E é uma delícia, como profundo admirador de “Buffy”, desbravar um apêndice que complementa tão lindamente a série original (alguns episódios de “Angel” ecoam nos de “Buffy” e vice-versa, além dos crossovers ocasionais).

O fato é que tenho um pé atrás com spin-offs. Não vi “Frasier”, o filhote de “Cheers”, que dizem ser o mais bem-sucedido de todos, mas achava “Joey”, a cria de “Friends”, totalmente sem inspiração e uma afronta ao personagem que tínhamos aprendido a amar. Sei que “Boston Legal”, spin-off de “The Practice”, era bem bom, mas não vi mais do que alguns pares de episódios. E nem falo mais nada de “Private Practice”, a série própria da Addison de “Grey’s Anatomy” – é simplesmente uma bobagem, que só poderia ter saído da mente de Maconda Rhimes. O fato é que tenho adorado “Angel”. A-do-ra-do. Nem todo coadjuvante carismático tem condições de se sustentar como protagonista, como bem vimos acima. Acontece que, em “Buffy”, todos eram tão complexos e matizados que poderiam dar uma série individual para cada um, e ainda assim não conseguiríamos conhecer, por completo, o íntimo daqueles personagens.

O vampiro Angel sempre foi um capítulo à parte: interpretado pelo bonitón David Boreanaz, Angelus fora um dos vampiros mais cruéis e impiedosos do século XVIII; amaldiçoado por um grupo de ciganos, depois de perpetrar um ataque cruel a um membro da aldeia, foi-lhe concedida uma alma, que o faria se sentir responsável pelos crimes que cometera. Tomado pela culpa e desesperado para expiar os pecados, Angel (como passou a ser chamado) jurou fazer o bem e defender o mundo dos demônios que, ao contrário dele, não tinham controle. Nesse spin-off ambientado em Los Angeles, ele funda uma agência de investigações especializada nesses casos sobrenaturais, e é auxiliado na tarefa por dois outros frutos de “Buffy”: a patricinha Cordelia Chase (a ótima Charisma Carpenter, que roubava a cena no original) e o Sentinela Wesley (Alexis Denisof). Se”Buffy” era repleta de elementos juvenis, “Angel” opta por um caminho mais sério, sombrio, adulto. Não é, ao contrário da fonte de inspiração, uma série sobre amadurecimento: é uma série sobre pessoas já maduras, em busca de reparação, perdão e paz espiritual. E muito feliz, também, na mistura dos gêneros, que vão do drama à comédia, do suspense às artes marciais. Imperdível, enfim!

Categorias:TV
  1. 7 fevereiro 2010 às 3:13 pm

    Louis, eu amo a primeira temporada de Angel, a única que acompanhei completa em DVD, tenho a segunda pra ver, mas comecei e não me empolguei pra terminar, mas dizem que melhora muito depois dos primeiros episódios e sei que é verdade porque vi vários episódios dessa temporada na FOX e na Globo, não só dessa temporada, mas sempre via episódios nesses canais.

  2. 7 fevereiro 2010 às 6:35 pm

    Adoro Angel! Ri feito criança no episódio da gang de marionetes!

    • 7 fevereiro 2010 às 7:49 pm

      Mark, não me desanima não! Ainda não comecei a segunda, mas prefiro acreditar que vou amar! huahuahua…

      L. Vinícius, ainda não cheguei nesse, mas não tenho dúvidas de que vou rir demais!🙂

  3. 7 fevereiro 2010 às 8:05 pm

    Louis, se eu nem assisti “Buffy”, imagine “Angel”, então. Mas, até que eu confiro as spin-offs. Vi “Joey”, vi “Private Practice” e, quer saber, tem horas que eu prefiro muito mais a série da Addison que “Grey’s Anatomy”. srrsrs Beijo!

    • 8 fevereiro 2010 às 1:40 pm

      Ka, ainda hei de te mandar todos os DVDs de Buffy para você ficar em dia! Quanto aos spin-offs, nunca suportei PP (mas Grey’s não anda muito melhor) e achava Joey série de uma piada só, bem inferior a Friends! Beijo.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: