Início > Diversos > Só na ficção!

Só na ficção!

Quais as bobagens, convenções e clichês da TV e do Cinema que mais te irritam? Juntei alguns dos que consegui lembrar:

– Em cenas dentro de um carro, o motorista nunca deixa o volante estático. Fica movimentando pra lá e pra cá, mesmo que esteja seguindo em linha reta.

– Na maior parte das vezes, o motorista nem olha para a estrada. Olha para o lado, para a pessoa com quem está conversando.

– É como se telefone não existisse. Quando algo precisa ser dito, fulano vai pessoalmente atrás de beltrano. Tipo a Bella correndo para a Itália atrás do Edward em “Lua Nova”.

– Quando alguém vai aplicar uma injeção, seja um médico ou um serial killer prestes a dopar sua vítima, sempre dá uns petelecos com o dedo na seringa.

– Dica infalível da ficção: quando você ficar preso em algum lugar, suba na mesa, levante as mãos para cima e escape pelo duto de ventilação.

– Se alguém – de preferência um casal – está pintando um cômodo ou preparando um bolo, pode ter certeza que a situação vai partir para uma guerra de tinta ou de comida. E não de um jeito cool como o Chaves assoprando farinha na cara da Chiquinha. De um jeito brega, com muitos risinhos e futilidades, encerrando com beijo na boca.

– As mulheres bem-sucedidas estão sempre falando ao celular enquanto saem das lojas, se atrapalhando para equilibrar as várias sacolas de sapato que acabaram de comprar.

– Nas séries e filmes de colégio, sempre tem os atletas valentões – que desfilam pela escola com o agasalho do time – e os nerds que são amedrontados por eles. Quando é um filme de menina, quem causa inferno são as cheerleaders, que não tiram o uniforme nem por decreto.

– Para transformar uma menina feia em gata, é só tirar os óculos, dar um trato na sobrancelha e alisar o cabelo. Funcionou em “Ela É Demais”, “O Diário de Princesa” e muitos outros.

– Quando os pais de alguém vão viajar, a notícia se espalhará pelo campus e um bando de marmanjos segurando um barril de chopp entrará gritando na casa alheia.

– Os chefes são as pessoas mais incompetentes da face da Terra. Sempre quem salva o dia são os subordinados, que dão um jeito de burlar as regras e fazer o que precisa ser feito (me diga, quantas vezes vimos isso acontecer na nova temporada de “Grey’s Anatomy”?).

– Quando alguém vai pro México, a fotografia se torna absurdamente solar e amarelada. E sempre vemos um mercado de rua numa estrada de terra, e galinhas transitando livremente entre as pessoas.

– O mocinho sempre suporta uma surra, mas quando chega a mocinha para cuidar dele e passar Merthiolate no machucado, solta um gemido. “Ai!”

– Frase-padrão: “Tenho duas notícias. Uma boa e uma ruim. Qual você quer ouvir primeiro?”

– Dinheiro nunca é problema. Dê uma olhada na galera de “Friends”: Monica é assistente de cozinha, Rachel é garçonete, Joey é um ator desempregado e Phoebe é massagista freelancer (Chandler e Ross tem bons empregos, ok). Mas todos eles vivem no Village, um dos bairros mais caros de Nova Iorque, bem de frente para o Central Park. Aham…

– Sempre tem uma garota bitch e riquinha, mas que no fundo é apenas carente da atenção dos pais.

– Nos momentos que servirem como uma boa catarse – em geral nas cenas de morte – vão botar no fundo a música “Hallelujah”.

– Quando há um pedido de casamento em público, todo mundo para pra presenciar e fica torcendo pra moça dizer sim. Alguns dizem ainda: “Beija logo, seu bobo!”

– Os tipos prontos mais explorados: solteirões incuráveis, divorciados amargurados, casais felizes apenas na aparência e mulheres latinas fogosas.

Colabore também com os exemplos que te vierem à cabeça!

Anúncios
Categorias:Diversos
  1. 30 novembro 2009 às 1:50 pm

    Ninguém dá tchau quando fala no telefone. Eles simplesmente acabam o papo e desligam. oO

  2. 30 novembro 2009 às 2:25 pm

    – Nos momentos que servirem como uma boa catarse – em geral nas cenas de morte – vão botar no fundo a música “Hallelujah”.

    Me lembrou a pior cena de um filme cheio de cenas ruins: Watchmen.

    – Se alguém – de preferência um casal – está pintando um cômodo ou preparando um bolo, pode ter certeza que a situação vai partir para uma guerra de tinta ou de comida. E não de um jeito cool como o Chaves assoprando farinha na cara da Chiquinha. De um jeito brega, com muitos risinhos e futilidades, encerrando com beijo na boca.

    Me lembrou… Benjamin Button. UHAUHAUHAUHAUHAUHHUA

    • 30 novembro 2009 às 2:41 pm

      Bem lembrado, Luiza!!! Não sei como eles sabem que a conversa acabou! Oo

      Pedro, adorei Watchmen huahuahua… Mas mesmo em filmes bonzinhos tem essas cenas de doer!

  3. 30 novembro 2009 às 3:44 pm

    hehehe. essas situações ja são clássicas em filmes, Louis.

  4. 30 novembro 2009 às 3:59 pm

    – Logo após uma transa (principalmente se forem adúlteros), a mocinha veste a camisa social listrada do mocinho, e arranja qualquer coisa para tomar numa caneca enorme e segurar com as duas mãos (Infidelidade, 24 Horas, Lipstick Jungle, etc…).

    – Se a cheerleader bitch tem uma irmã, pelas leis da natureza ela será feia, antipopular e odiará o modo de vida da irmã (10 Coisas que eu Odeio em Você, algum filme da Lindsey Lohan).

    – Em séries adolescentes, na maioria das vezes as pessoas simplesmente não tem irmãos, e se tiver, é adotado, ou um filho fora do casamento (Glee, The O.C.)

    – Uma policial (do sexo feminino) sempre tem um passado triste, com familiares brutalmente assassinados, e são sempre as primeiras a ignorar o novo agente, dizendo que batalhou muito para estar ali, porque é… mulher (CSI, Castle, Without a Trace, CSI New York)

    – Mulheres nascem sabendo dar nó em gravata, mesmo nunca tendo usado na vida uma gravata, homens não (The West Wing, The Practice, Providence)

    – Quando uma pessoa vira aprendiz de outra, o professor sempre é um bocó, que não ensina nada de convincente, tipo varrer o jardim, e no fim de tantas coisas idiotas, o professor apresenta uma obra prima, que deixa o aprendiz com o queixo caído e com vontade de aprender (Heroes, Friday Night Lights, Karatê-Kid)

    • 30 novembro 2009 às 4:04 pm

      Jeniss, clássicas nada! É pura preguiça dos roteiristas! 🙂

      L. Vinícius, na mosca! o/

  5. 30 novembro 2009 às 5:25 pm

    Nossa, tem umas que sempre aparecem. Daqui a pouco eu lembro de mais e volto aqui. xD
    =*

  6. henriquezrx
    30 novembro 2009 às 6:15 pm

    Das cenas que mais odeio, são as de carro. Muito ruim. Lembrei uma: Quase sempre após uma cena de sexo os dois já saem praticamente vestidos. Parece que nem estavam fazendo nada. ;]

  7. Caroline®
    30 novembro 2009 às 8:43 pm

    Lembrei de uma muito típica das comédias românticas: o mocinho e a mocinha brigam, um dos dois está indo embora da cidade e o outro sempre liga pra casa/trabalho/whatever e alguém diz “ele/ela está indo embora pra wherever. Está a caminho do aeroporto”. Aí, o indivíduo sempre pega um táxi pro aeroporto e manda o motorista correr o mais rápido possível. Parece que chegou tarde, mas eles se encontram e correm um para os braços do outro….

  8. 30 novembro 2009 às 10:49 pm

    – Personagens que estão em road movies, sempre aprendem algo e transformam as suas vidas.

    – Personagens que traem sempre veem as suas vidas serem transformadas em um inferno.

    – Os personagens de filmes de terror sempre correm pra dentro de cômodos, ao invés de correrem pra fora das casas aonde estão.

    – Os personagens de filmes de terror sempre tomam decisões ABSURDAS e estúpidas!

    Beijo!

    • 1 dezembro 2009 às 2:39 am

      Caroline, isso mesmo! Ele pensa que ela embarcou no trem/navio/avião, mas ela aparece logo em seguida huahuahuahua… O povo tem preguiça de botar a cabeça pra funcionar, parece.

      Ka, essa dos personagens em fitas de terror são clássicas! Sempre jurei que eu, em qualquer filme daqueles, chegaria vivo ao final! 🙂 Beijo.

  9. arthur
    7 dezembro 2009 às 9:17 pm

    “- Dinheiro nunca é problema. Dê uma olhada na galera de “Friends”: Monica é assistente de cozinha, Rachel é garçonete, Joey é um ator desempregado e Phoebe é massagista freelancer (Chandler e Ross tem bons empregos, ok). Mas todos eles vivem no Village, um dos bairros mais caros de Nova Iorque, bem de frente para o Central Park. Aham…”
    O apartamento é da familia da monica e ela cresce no emprego ate se tornar chefe, e com certeza os pais dela ajudavam. Phoebe só passa uma temporada morando com a monica e logo em seguida se muda, de qualquer forma sempre racharam o aluguel e elas trabalhavam e tinham seu dinheiro. Antes do Joey trabalhar ele era “bancado” pelo Chandler, vemos isso em varios episodios (como naquele que estreia o filme do joey, o Chandler dorme, e joey magoado decide pagar tudo o que deve para o chan , como a conta é muita alta ele desiste)e a rachel ERA garçonete e sempre ficou claro as dispesas e o trabalho que ela tinha para se manter sem o pai. E convenhamos, se não fosse assim não existiria série,e como FRIENDS é a melhor serie que ja existiu podemos ignorar alguns detalhes.

    • 7 dezembro 2009 às 11:53 pm

      Arthur, não, o apartamento era alugado no nome da avó da Monica, o que nunca foi mudado por razões burocráticas. Elas (Monica e Rachel) ainda tinham que pagar aluguel, e até a quarta temporada as duas passavam perrengue e não se acertavam nos empregos. Amo Friends, é uma das séries da minha vida, mas essa forçada de barra foi admitida pelos próprios criadores. Fizeram até um gráfico certa vez numa comunidade, provando que mesmo com todo o salário do Chandler, e considerando que Joey não ganhava nada, o aluguel do apartamentinho deles era mt alto! 😉

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: