Início > Gente, Música > Susan Boyle – O Álbum

Susan Boyle – O Álbum

Assim como o resto do mundo, fiquei com os olhos marejados com a apresentação da Susan Boyle no “Britain’s Got Talent”, em Abril deste ano. Susan, uma solteirona com cara de buldogue, entrou no palco para fazer um teste, sendo desacreditada de imediato pela plateia e pelos jurados (entre eles Simon Cowell, do “American Idol”). Tudo por conta de sua aparência – afinal de contas, vivemos numa sociedade cínica, que parece incapaz de acreditar que uma pessoa que não corresponda ao padrão de beleza estipulado possa nos brindar com qualquer tipo de talento. Pois Susan mostrou a eles (e a nós). Fez o queixo de todo mundo ir ao chão assim que começou a entoar sua própria versão de “I Dreamed A Dream”, a canção-clímax do musical “Le Miz”. Virou uma febre mundial instantânea, com o vídeo em questão batendo recordes de acesso no YouTube. Eventualmente, Susan passou para a próxima fase da competição, mas se tornou maior que ela – sua derrota nas finais para um grupo de dança pode ter sido um reflexo disso (quem votou sabia que a carreira dela já estava ganha, independente do resultado). Uma bobagem, se querem saber minha opinião. Qualquer grupinho com alguns meses de ensaio faz uma coreografia tão boa quanto (ou até melhor) a que foi apresentada no programa, enquanto para cantar com o preparo de Susan são necessários anos e anos de treino e esforço.

Apesar da superexposição da mídia, que encontrou em Miss Boyle a Cinderela da vida real, Susan se mantém pé no chão, humilde e alto astral em suas entrevistas. Uma pausa para dizer que essa “Cinderela” foi criada, em parte, pelos próprios produtores do “Britain’s Got Talent” – ela fora submetida a um teste antes de se apresentar aos jurados, de modo que eles já tinham consciência de seu potencial. Ou seja, manipularam a edição de forma tendenciosa, para que as pessoas acreditassem que mais uma pata desengonçada estava prestes a pisar no palco e a pagar mico. O que não tira, é claro, os méritos de Susan, tampouco anulam sua trajetória sofrida (cuidou da mãe doente por muito tempo e viu muitas portas serem batidas na sua cara). Também não parece estar experimentando apenas quinze minutos de fama. Claro, o furdúncio causado logo que foi revelada para o mundo se dissolveu, mas ela continua gerando interesse, e seu álbum de estreia – que leva o nome da canção que a lançou, “I Dreamed A Dream” – chegou cercado de expectativa. Não tem faixas inéditas, só regravações, de músicas reservadas a um público mais maduro e selecionado (os que tem condição financeira de comprar o CD, se é que ainda existe alguém no mundo com esse hábito). Mas que também deve se vender na internet, nos iTunes da vida. Não são canções que me apeteçam ou que me dêem vontade de ouvir sem parar, mas a voz etérea de Susan Boyle, e a extrema boa vontade e torcida que reservo à essa senhora, me fazem recomendar o álbum sem ressalvas. Vale conhecer!

Anúncios
Categorias:Gente, Música
  1. 27 novembro 2009 às 10:17 pm

    Eu adoro a Susan, o caráter genuíno dela. Entretanto, não tenho curiosidade alguma de escutar esse álbum – apesar do sucesso merecido que anda fazendo. Beijo!

  2. Alex Pizziolo
    27 novembro 2009 às 11:48 pm

    Também não curto o tipo de música dela, mas dei uma conferida no álbum devido ao sucesso de vendas que vem sendo… Pelo visto vai ser o maior debut nos EUA e deve vender mais de 1 milhão de cópias só na 1ª semana…
    Achei o álbum muito bem produzido e a voz dela está linda, muito bem posta e finalizada. E o álbum tem só 1 música original, “Who I Was Born To Be”, o nome.
    Desejo tudo de bom pra ela, pois mereçe! Go Susan!

    • 28 novembro 2009 às 8:49 am

      Ka, como eu disse, o álbum não traz o tipo de música que me faça querer ouvir “over and over again”, mas Susan vale nosso prestígio! 😉 Beijo.

      Alex, tomara que dê tudo certo pra ela! Com a carreira feita ela já está…

  3. henriquezrx
    28 novembro 2009 às 11:05 am

    Um patinho feio que conquistou seu espaço. E como você falou, não foi em meses que ela conquistou um excelente vocal, e sim, anos. Apesar de também não gostar do estilo, desejo sucesso.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: