Início > Cinema > Filmes da Mostra #16: Mother

Filmes da Mostra #16: Mother

mother

O sul-coreano “Mother” tem sido um dos filmes mais bem falados dessa Mostra, e merece a badalação. É uma película densa e ocasionalmente arrebatadora, dirigida quase à perfeição por Joon-ho Bong (responsável ainda por um dos segmentos de “Tokyo!”, também em exibição no festival). Na trama, a mãe do título faz de tudo para tirar o filho da cadeia. O rapaz é acusado do assassinato de uma garota, mas é deficiente mental, e não pode se defender porque não se recorda do exato momento em que o crime foi cometido. A polícia, querendo mostrar serviço, o pega como bode expiatório, encerrando o caso com base numa evidência circunstancial. Cabe à mulher, então, sair em busca da verdade numa tentativa desesperada de fazer justiça. Essa investigação amadora vai testar todos os limites da personagem, que do primeiro ao último instante, reforça o amor genuíno e incondicional que uma mãe nutre pelo filho. Mas é realmente impressionante a resistência desse amor. Ele a faz enfrentar situações de extremo perigo, sobrevive à reviravoltas espantosas (muito bem elaboradas pelo roteiro) e leva a Mãe a uma acelerada desagregação moral. O resultado é uma narrativa intensa ou até mesmo lancinante, com todos os elementos no seu devido lugar (por exemplo, os personagens apresentados como meros figurantes, para depois serem resgatados com maior importância, e sempre de forma coerente). Preparem-se também para um leque de atuações irreparáveis, em especial a da matriarca. E a fotografia, fiquem avisados, é de cair o queixo, num padrão de beleza exclusivo do cinema oriental. Imperdível!

.:. Mother (Madeo, 2009, dirigido por Joon-ho Bong). Cotação: A+

Anúncios
Categorias:Cinema
  1. 31 outubro 2009 às 2:33 pm

    Louco para ver esse filme. Joon-ho Bong é um dos geniais diretores da trinca coreana: Ele, Chan-wook Park e Ji-woon Kim.

  2. 31 outubro 2009 às 3:57 pm

    Exclusiiiiiiiiiiivo é exagero. Num Melhores da Mostra eu colocaria o filme da Campion como ganhador de melhor fotografia com muita folga. Mas que beleza são os filmes orientais, de fato.

  3. 31 outubro 2009 às 6:23 pm

    Será que esse vai ser fácil de achar quando sair oficialmente?
    =*

    • 31 outubro 2009 às 7:14 pm

      Ibertson, não posso discordar!

      Pedro, acho que já falei isso pra vc. Considero os filmes orientais muito mais bonitos que os ocidentais! E Bright Star não me apeteceu em muita coisa! 😉

      Jecik, infelizmente sim. Tem cara de que só chegará às grandes capitais – isso se não for parar direto em DVD! =/

  4. 31 outubro 2009 às 9:23 pm

    Mesmo antes de ler esta tua excelente crítica sobre “Mother”, já o colocava na minha lista de palpites para indicações ao Oscar 2010 de Melhor Filme Estrangeiro! Tomara que o filme chegue lá mesmo! 🙂

    Beijo!

    • 31 outubro 2009 às 9:59 pm

      Ka, e nem preciso ver as submissões dos outros países pra saber que qualquer reconhecimento a este aqui será merecido – quer dizer, vi só o brasileiro, que é um horror, e o austríaco/alemão “A Fita Branca”, que é um arraso e um tantinho melhor que Mother. Espero que possa conferir os dois! Beijo!!

  5. 3 novembro 2009 às 7:08 am

    Adoro o cinema de Bong Joon-ho! Aguardo este ansiosamente.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: