Início > Cinema > Filmes da Mostra #9: Aconteceu em Woodstock

Filmes da Mostra #9: Aconteceu em Woodstock

O tempo fechou em São Paulo nessa Segunda-feira – e quanto mais chuva, mais trânsito. Desci do ônibus e corri até a estação de metrô mais próxima numa tentativa inútil de chegar ao cinema que exibiria “Aconteceu em Woodstock” a tempo da sessão. Todo o esforço foi em vão: acabei descobrindo que todas as sessões tinham atrasado, e que portanto teria mais vinte minutos livres até o início. Na fila conheci um casal de diretores, creio que mexicanos, que traziam para a Mostra o documentário “Havanyork”, sobre músicos de rua. Uns amores, me chamaram para uma sessão na Quarta-feira, e vou fazer o possível para comparecer. Afinal, não é sempre que se vê um filme como convidado de honra dos realizadores!

taking_woodstock_photo4

Quanto a “…Woodstock”, os mais informados já sabem que se trata do novo trabalho de Ang Lee, depois daquela produção chinesa forte e contundente “Desejo e Perigo”. Este é o oposto. Uma comédia leve e simpática sobre um tempo que se foi para nunca mais voltar – e que desperta uma enorme nostalgia mesmo em nós que não vivenciamos aquela fase. Não é focado, no entanto, no famoso festival de música, mas em uma de suas derivações, que aconteceu ainda na década de 60, numa cidadezinha falida no estado de Nova Iorque. Elliot (o ótimo Demetri Martin), filho de hoteleiros judeus (Henry Goodman e Imelda Staunton, caricatos mas divertidos), é quem negocia o evento, como representante da Câmara de Comércio do local. A população conservadora fica dividida – aqueles a favor dos shows pelo estímulo que isso significaria à economia municipal, e aqueles contra a invasão de hippies desvirtuados ao ambiente familiar (entre os moradores está, em nada mais que uma ponta, Jeffrey Dean Morgan, que finalmente conseguiu chegar vivo ao final de um filme!). Enquanto eles se preparam para organizar o festival, os hippies vão se acomodando e personagens que vão deixar marcas profundas no protagonista vem à tiracolo. É o caso de um funcionário com quem Elliot se envolve (manifestando pela primeira vez sua homossexualidade), do moço recém-chegado da Guerra do Vietnã (Emile Hirsch), do casal hippie com quem Elliot toma ecstasy (Paul Dano e Kelli Garner), e do travesti que é contratado como segurança (estranhamente interpretado por Liev Schreiber, másculo demais para o papel).

O resultado é bastante agradável, ainda que o roteiro de James Schamus tropece na adaptação (é baseado num livro do próprio Elliot, e certas opções nos deixam com a sensação de estar “assistindo” ao livro). Ang Lee, por sua vez, não tem mais que provar competência a ninguém; ele faz um trabalho sólido e trata seus personagens com a dignidade habitual (mas com maior discrição e menor complexidade). Só podia ter dispensado, numa boa, a tela dividida, geralmente para mostrar a mesma ação sob pontos de vista diferentes. É um artifício desnecessário, que muito me irrita – as únicas vezes que caiu bem, pelo que eu me recordo, foram nas mãos de Darren Aronofsky (em “Réquiem Para Um Sonho”) e Roger Avary (em “Regras da Atração”). Também era de se esperar muita coisa da trilha sonora de um filme com essa temática, mas a bela compilação de canções que eu previa não apareceu. Ou seja, ainda que desfrutável, “Aconteceu em Woodstock” está fadado ao esquecimento. Para assistir sem culpa.

.:. Aconteceu em Woodstock (Taking Woodstock, 2009, dirigido por Ang Lee). Cotação: B-

Anúncios
Categorias:Cinema
  1. 27 outubro 2009 às 1:47 am

    Se eu lembrar, vai pra lista de filmes que vão ser vistos algum dia.

  2. 27 outubro 2009 às 11:05 pm

    Eu gosto muito dessa época aí na qual se passa o filme e assistiria a este filme sem culpa, mesmo sem saber que este seria teu conselho! 🙂

    Beijo!

    • 28 outubro 2009 às 1:04 am

      Ka, e é assim mesmo que tem que ser visto! Se tem alguma pretensão, Ang Lee a camuflou muito bem! rsrsrs… Beijo!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: