Início > Cinema > Filmes da Mostra #8: O Ponto Vermelho

Filmes da Mostra #8: O Ponto Vermelho

Tenho uma queda por road movies, os filmes de estrada, sendo eu mesmo apaixonado por viagens. Foi esse elemento que me atraiu na sinopse de “O Ponto Vermelho”, co-produção entre Japão e Alemanha e minha oitava descoberta na Mostra. Tudo nele é interessante. O elenco é legal, as paisagens europeias são lindamente fotografadas, a lentidão dos cinemas dos dois países combinada não dificulta o envolvimento, a diretora estreante é muito segura naquilo que faz, e o roteiro é redondinho. Só este último dá sinais de fragilidade (o espectador experiente consegue antecipar para onde as coisas estão indo), o que a gente releva frente aos outros pontos positivos.

Der_rote_Punkt

Uma garota japonesa vai até a Alemanha buscando não se sabe o que – somos informados apenas de que algo é relacionado à sua família, e que o local exato está sinalizado com um ponto vermelho no mapa que ela leva consigo. No caminho pega a carona com um senhor e o filho adolescente, para acabar eventualmente hospedada na casa deles. Mas a presença da estrangeira vai tumultuar a rotina familiar, e despertar fantasmas que tem muito a ver com o que a viajante está procurando. Fica claro, no entanto, que essa busca é simbólica; o que a heroína realmente procura é seu lugar no mundo, é se entender consigo mesma – o que explica porque se identifica tanto com o rapaz, mais ainda do que com o namorado que deixou no Japão. A comunicação entre os dois é precária (a moça arranha algumas palavras em alemão), mas seus conflitos são universais: estão presentes neles e em cada um de nós.

.:. O Ponto Vermelho (Der rote Punkt, 2008, dirigido por Marie Miyayama). Cotação: A-

Anúncios
Categorias:Cinema
  1. 27 outubro 2009 às 12:31 am

    Já anotei o nome desse filme aqui para conferir quando eu puder! Beijo!

    • 27 outubro 2009 às 1:33 am

      Ka, se eu bem te conheço, você vai ADORAR esse filme!! 🙂 Beijo.

  2. 27 outubro 2009 às 1:42 am

    Mais um pra lista. (alamão é uma lingua bem estranha, não que japonês seja fácil, mas…)

    =*

  3. 27 outubro 2009 às 1:43 am

    *alemão (não gosto de não poder apagar o comentário e sairem varias coisas erradas)

    • 27 outubro 2009 às 1:49 am

      Jecik, o WordPress é assim mesmo, cheio de frescuras com os comentários rsrs… Mas tinha dado pra entender! Quanto o alemão, é mais fácil do que você imagina! Pra quem domina o inglês não é complicado aprender, porque é similar em muita coisa! 🙂

  4. 27 outubro 2009 às 1:52 am

    Deve ser por isso. Preferi as linguas latinas. Muito mais facilidade com espanhol, italiano e companhia…

    • 28 outubro 2009 às 1:02 am

      Jecik, apesar da proximidade, acho o espanhol complicado. Isso de “na hora me viro no portunhol” é furada!!! 😉

  5. 29 outubro 2009 às 3:15 am

    rsrs’ Me acostumei com espanhol, meu ouvido funciona bem assim. To me acostumando com ingles agora, pelas series (por GA rsrs)
    =*

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: