Início > Cinema > Vergonha alheia

Vergonha alheia

Esqueçam os sonhos de ver o Brasil ganhando um Oscar de Filme Estrangeiro. Isso não vai acontecer enquanto a banca responsável por eleger o representante nacional continuar fazendo cagadas como a submissão de “Salve Geral”, de Sérgio Rezende. Me enche de vergonha saber que algo tão ruim será avaliado pelos membros da Academia, nas supostas condições de melhor produção brasileira de 2009. Estou até vendo os velhinhos deixarem a sala de projeção resmungando: “Se isso é o melhor que eles fazem, imagine o pior!”. Tudo bem que os encarregados da categoria são conhecidos pela ignorância frente ao cinema não-americano, e que portanto não devem ser levados a sério. Mas sinto vergonha alheia mesmo assim.

Salve Geral

Vergonha alheia, aliás, foi o que eu senti nas mais de duas horas de metragem de “Salve Geral”. A começar por Andréa Beltrão, que é uma senhora atriz e que não precisava ter passado por isso. Ela se rebaixa ao ponto de interpretar uma personagem banal, a mãe de um moleque delinquente que é preso em flagrante pelo assassinato de uma jovem (a cena do crime tem que ser a mais ridícula que já vi no cinema). Como coração de mãe tudo perdoa, lá vai Beltrão visitar o rapaz na cadeia, fazendo das tripas coração para pagar um advogado que consiga reduzir a pena. Nessas idas e vindas conhece uma representante do PCC, a facção criminosa que já deu muita dor de cabeça para a Polícia e a população de São Paulo. A partir daí o que era uma história do amor genuíno e incondicional que uma mãe tem pelo filho descamba para uma trama de personagens múltiplos, com mais buracos que a rua da frente da minha casa. Isso porque a protagonista entra no esquema: começa a fazer pequenos serviços para o “Partido” (sim, porque o filme compra a ideia absurda de que o PCC age pelo bem geral dos bandidos – e o cidadão decente, onde é que fica?), e numa dessas aventuras até se envolve com um dos presos, passando a visitá-lo regularmente na cadeia, onde fazem sexo casual dentro da cela! O golpe de misericórdia vem na metade final, onde o filme tenta, sem qualquer sucesso, interligar essa novela mexicana aos ataques que aconteceram em São Paulo em 2006, quando rebeliões estouraram nos presídios do interior do Estado e quando os detentos liberados para passar o Dia das Mães em suas casas foram incumbidos de incendiar ônibus e lojas, ou mesmo de matar as autoridades.

Não sei como ainda não se deram conta de que Sérgio Rezende é um vigarista. Um blefe como diretor e uma enganação ainda maior como roteirista (ele divide os créditos do texto com Patrícia Andrade, outra que não demonstra um pingo de talento). O resultado é um filme chato, inflado, incoerente, sem ritmo ou impacto. E com um elenco simplesmente constrangedor, do qual apenas Beltrão e Denise Weinberg (que faz a ativista do PCC) se salvam quase ilesas. O público, porém, não tem essa sorte. Sai ofendido pela péssima qualidade do longa. Sai transtornado por presenciar uma visão tão condescendente da criminalidade (ao reforçar a corrupção da Polícia, o filme induz que torçamos contra ela e a favor dos presidiários). Sai incomodado pela montagem amadora e pelos planos mal enquadrados. E sai principalmente revoltado pelas centenas de crianças carentes que poderiam ter sido alimentadas com a verba desse filmeco.

.:. Salve Geral (Nacional, 2009, dirigido por Sérgio Rezende). Cotação: E-

Anúncios
Categorias:Cinema
  1. 5 outubro 2009 às 2:26 am

    É uma pena algumas coisas que a gente tem que assistir. Tbm to com vergonha alheia. Sei que o cinema brasileiro pode bem mais que isso. ^^

  2. 5 outubro 2009 às 9:23 pm

    Ufa! Pensei que só eu tinha achado esse filme um belo pastel de vento! E olha, acho que o público que viu o filme com você é muito esperto, sagaz e chique, porque no cinema que eu fui, o povo começou a aplaudir! OMG! Só eu fiquei constrangido…

  3. 5 outubro 2009 às 11:47 pm

    Eu não achei esse filme tão ruim assim! Concordo que não vamos ser indicados ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 2010, mas é principalmente pela falta de coragem desse filme! O longa merece algum crédito por ter duas ótimas atrizes, em excelente forma: Andréa Beltrão e Denise Weinberg!

    Beijo!

    • 6 outubro 2009 às 12:05 am

      Jecik, podemos. MUITO mais mesmo!

      L. Vinícius, como assim??? Já vi crianças aplaudirem no final da sessão de High School Musical 3, mas um público adulto e selecionado aplaudindo algo assim? Mais vergonha alheia ainda haha.

      Ka, gosto muito das duas atrizes mas acho os papeis tão fracos que elas nem tem muito o que fazer. E achei uma bomba completa sim! Beijo.

  4. 6 outubro 2009 às 12:30 am

    Ainda não assisti ao longa, quando li a respeito imaginava algo melhor. Mas irei conferir ainda.

    Abraço

  5. 6 outubro 2009 às 1:15 am

    Mano … isso é apenas a contastação da necessidade de mudança na comissão para escolher o filme. Enquanto aqui existe uma transparencia inquestionavel (El Secreto de sus Ojos foi eleito com 57 votos de uma comiss4ao de 85 …) ai no Brasil ainda se reflete da necessidade da globo filmes querer o Oscar … Quando houver transparencia na votação, fim do monopólio e incentivo a roteiristas e diretores … podem ter a plena certeza que um dia … quem sabe …

    Abraços!

    • 6 outubro 2009 às 6:07 am

      Hugo, coragem!!! Abraço.

      JP, não é à toa que a Argentina é o único país sul-americano a ganhar um Oscar! A comissão brasileira claramente não leva o trabalho a sério. Abraço.

  6. 7 outubro 2009 às 2:38 am

    É… falta ler algo positivo sobre este filme. Que vergonha ele ter sido selecionado para o Oscar!

  7. 7 janeiro 2010 às 4:49 pm

    Vergonha alheia. =)

  1. 7 dezembro 2009 às 3:53 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: