Início > Cinema > As estreias que faltavam

As estreias que faltavam

Aí estão as análises de dois novos filmes em cartaz nos cinemas. Dicas de amigo para amigo.

2009orphan1

* A Órfã  (Orphan, 2009, dirigido por Jaume Collet-Serra): Criança é chata por natureza – que dirá então essas diabólicas das fitas de terror, alguns nanicos com cara de mau, fala pausada e movimentos friamente calculados. Não, obrigado – essa não é a minha praia. E provavelmente teria passado adiante este “A Órfã, que tem como protagonista uma menina macabra, se não fosse pelos atores principais, os sempre interessantes Vera Farmiga e Peter Sarsgaard, e pelo diretor espanhol Collet-Serra (seu primeiro filme, “A Casa de Cera”, era coerente para o gênero e não o desastre que pintaram). E não é que gostei? Começa como um suspense mediano, sobre um casal bem de vida que perde o bebê por complicações no parto. Mesmo tendo outros dois filhos (um menino que mal aparece e uma garota surda), decidem adotar uma criança já crescidinha para suprir o vazio – mas a mocinha que encontram no orfanato se revela maléfica e dissimulada. Longo demais, com quase duas horas de metragem, perde muito tempo criando clima, mas quando chega lá não desaponta. A endiabrada, que parecia uma personagem irreal (reclamei comigo mesmo que ninguém daquela idade teria tanta lógica e raciocínio, mesmo sendo brilhante ou retardada mental), no final se revela possível, mesmo que dentro de uma resolução não muito convincente. E o filme não tem medo de fazer opções fortes e anti-convencionais, inclusive no que diz respeito à garotinha. Cai em alguns clichês, se esquiva de outros, e chama ainda a atenção pela beleza sempre estonteante de Miss Farmiga. Ela, como diriam meus amigos, é uma autêntica MILF – com todo respeito. Cotação: C+

taking-of-pelham-123-0

* O Sequestro do Metrô 1 2 3 (The Taking of Pelham 1 2 3, 2009, dirigido por Tony Scott): Não se engane com este thriller de Tony Scott, um irmão menos talentoso de Ridley. É apenas um pastiche de outros filmes medíocres sobre reféns, dessa vez envolvendo nova-iorquinos encurralados numa linha do metrô. O líder dos bandidos é John Travolta e o controlador dos trens que é pego para Cristo e usado como intermediário é Denzel Washington. Trata-se da refilmagem de um filme de 74, que tinha Walter Matthau no papel do herói e Robert Shaw como o criminoso. Mas note que atualizaram a história, e ao situar a ação nos dias atuais, onde tudo é filmado, policiado e controlado, tornaram o ponto de partida furado e sem sentido. São outros tempos, e o plano da quadrilha jamais seria colocado em prática. Também falham miseravelmente quando tentam fazer uso das novas tecnologias. Exemplo: um dos passageiros levava à bordo um laptop, que transmitia tudo o que se passava ali para o computador da namorada – quem me dera ter uma Wi-Fi como essa! Mas a polícia pouco se interessa por isso, e Travolta passeia pelo vagão sem que seja identificado até o momento em que convém para o roteiro que o reconheçam (a inserção do prefeito da cidade, numa péssima participação de James Gandolfini, é mais um equívoco). E o que dizer do pavoroso diálogo de Denzel com a esposa no telefone, quando está partindo para negociar cara a cara com o sequestrador? (A atriz escolhida também não colabora, é uma porta de inexpressividade.) Mas nada irrita mais do que a incapacidade do diretor de manter a câmera estática. Só o que se vê são cortes rápidos, movimentos de câmera frenéticos e até slow motion, no que se assemelha a um videoclipe mal-feito ou a um programa de TV vulgar dos anos 70. Salve algumas sequências de perseguição no trânsito, o filme fica devendo. Aconselho que se esqueça de ver. Cotação: D-

Por enquanto é só, pessoal!

Anúncios
Categorias:Cinema
  1. 10 setembro 2009 às 1:12 am

    Fiquei curioso pra ver A Orfã , já o Sequestro do Metrô 123 nem tanto mas o que chama são os bons atores:Denzel e Travolta!!!

    Dê uma passada no meu blog se vc quiser, trocar link e seguir. ME daria um bom apoio okk, e já estou no seu Twitter okk vamos trocar informações sobre o mundo do cinema!!!
    Grato

  2. 10 setembro 2009 às 1:12 am
  3. Caroline®
    10 setembro 2009 às 2:03 am

    Passarei ambos. O primeiro, porque continuo me esquivando de filmes que dão medo e aflição – aceito graça e emoção, mas medo eu recuso. E o segundo porque tem cara, nome e até cheiro de desperdício de tempo e de dinheiro do ingresso. Talvez eu cacife Up, ou Almoço em Agosto.

    • 10 setembro 2009 às 10:27 am

      Ricardo, assim que tiver um tempinho dou uma passada no seu blog e o adiciono (agora estou correndo para a aula). É sempre bom conhecer novos blogueiros!!! 🙂 Volte sempre.

      Caroline, se filmes de suspense e terror não são sua praia acho que não deve mesmo ver. Esse Sequestro do Metrô é mesmo um total desperdício. Se Almoço em Agosto estiver num cinema perto de você dê uma conferida. Achei o filme simpaticíssimo! E Up dispensa comentários… Lindão!

  4. 10 setembro 2009 às 4:17 pm

    Mano … a Vera Farmiga é BOA DIMAISS …
    Mas tem um filme semelhante a isso que é Joshua … a diferença que Joshua é plausivel e já a Orfã … bem … deixa pra lá …

    Te cuida mano …!

    • 10 setembro 2009 às 8:19 pm

      JP, então viste A Órfã? Este que você comentou eu não conheço… Mas concordamos que Vera Farmiga é um pedaço de mau caminho! hauahuahuahua!

      Flws, friendo.

  5. 10 setembro 2009 às 11:25 pm

    Eu tenho medo dessa menina de “A Órfã”!!!!!!!! rsrsrsrsrrsrsrsrsrs

    Quanto ao filme “O Sequestro do Metrô 1 2 3”: não apresenta nada de diferente de outros filmes do gênero. Só achei surpreendente ver o Tony Scott voltando a uma concepção visual que é menos documental.

    Beijo!

    • 11 setembro 2009 às 12:00 am

      Ka, só pelo poster a menina já fez os meus pelos arrepiarem huahuahua! E no filme foi mais sinistra ainda, em especial pelo desfecho inesperado. Quanto ao Tony Scott, acho que em tudo que ele faz se nota esse estilo frenético, apressado, picotado. Nunguento!!! Beijo.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: