Início > Cinema > Clube dos Cinco

Clube dos Cinco

Em função da morte precoce do cineasta John Hughes, vítima de um enfarto fulminante aos 59 anos, revi aquele que considero o melhor filme do diretor, e não por acaso, um dos filmes da minha vida. Estou falando de “Clube dos Cinco”, clássico dos anos 80 que marcou uma geração de adolescentes e que continua atual para os jovens de hoje – que devem ser os filhos da garotada que viu (e se identificou com) o filme nos cinemas na época de seu lançamento. Ironicamente, um dos pontos levantados por “Clube dos Cinco” é o medo real dos adolescentes de se transformarem nos pais. Poucos se dão conta, porém, de que seguem os passos dos mais velhos desde muito cedo, experimentando os mesmos anseios que nunca são comunicados por medo da incompreensão.

club

A inconsequência da juventude era tema recorrente na obra de Hughes (seu filme mais famoso, a figurinha repetida da Sessão da Tarde “Curtindo a Vida Adoidado”, escancarava isso em grau maior). Ele costumava retratar uma adolescência isenta de responsabilidades, quando os adultos tinham se tornado mais liberais e quando a Guerra Fria já tinha esfriado de vez. Ou seja, uma galera para quem a vida era uma festa (como continua sendo para muitos até hoje). Mas o que torna “Clube dos Cinco” tão bacana é a constatação de que, apesar dessa fachada, todo e qualquer adolescente tem uma porção de problemas íntimos para resolver, especialmente no que diz respeito ao convívio em sociedade (nos colégios americanos isso é ainda mais difícil: existe por lá um tipo de sistema de castas, quase que uma cartilha de comportamento que define sua popularidade ou ostracismo).

De castigo na escola num Sábado, cinco alunos muito diferentes – três rapazes e duas garotas – vão descobrir que, despidos das máscaras que vestem no dia a dia (a primeira é toda certinha, a segunda é esquisita, o terceiro é atleta, o quarto é CDF e o quinto é marginal), são todos farinha do mesmo saco. Com pouca variação de cenário (tudo se passa dentro da escola, quase sempre na sala de estudos) e muita conversa, o filme alterna pura curtição e banalidade com momentos mais sensíveis e intimistas (cada qual ponderado por uma trilha sonora característica, é claro). Chega-se à conclusão simples, mas sábia, de que todos os conflitos internos poderiam ser sanados se os jovens aprendessem a dividí-los com os pais – e estes, a ouví-los. No entanto, só por compartilharem essas angústias entre si, os cinco chegam ao final do dia mais leves, otimistas e esperançosos.

Não é um filme perfeito (a resolução é um tanto forçada, incluindo até formação de casais), mas tem o coração no lugar e a capacidade de compreender os personagens sem esforço, sem deixá-los presos aos estereótipos. Essa marca registrada de John Hughes em muito fará falta para o cinema – mas para minha geração (e para a anterior e a futura), “Clube dos Cinco” foi, é e será um filme incisivo, intenso e atemporal. Uma nota 10.

.:. Clube dos Cinco (The Breakfast Club, 1985, dirigido por John Hughes). Cotação: A+

Anúncios
Categorias:Cinema
  1. 8 agosto 2009 às 3:46 am

    ADORO. Quase tanto quanto de Bueller…

    A falta de Hughes já é sentida.

  2. Caroline®
    8 agosto 2009 às 6:12 pm

    Nunca haverá uma geração de filmes bons como a dos anos 80… São tantos…

  3. 8 agosto 2009 às 6:40 pm

    Eu assisti “O Clube dos Cinco” há muito tempo. Nem me lembro mais dele.

    Beijo!

    • 8 agosto 2009 às 7:01 pm

      Wally, não adoro, AMO! E mais que Bueller. R.I.P. Hughes!

      Caroline, concordo com você – especialmente no que diz respeito aos filmes teen. Os melhores são dessa década, e variantes destes existem até hoje, sem a mesma verve.

      Ka, se tiver a chance de rever, dê uma olhada. Para mim, é inesquecível! 🙂
      Beijo.

  4. Kau Oliveira
    8 agosto 2009 às 7:37 pm

    Odeio Curtindo a Vida Adoidado. Mas ADORO Clube dos Cinco!

    Flws.

    • 8 agosto 2009 às 8:37 pm

      A abordagem mais séria e dramática fez a diferença, Kau. Flws!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: