Início > Cinema > Outras opções

Outras opções

Para os infelizardos que não estão em São Paulo ou no Rio para assistir, em primeira mão, ao melhor do cinema francês, aí estão algumas estreias oficiais que merecem ser descobertas:

festa-da-menina-morta

* A Festa da Menina Morta (Nacional, 2008, de Matheus Nachtergaele): Este é, até agora, o melhor filme brasileiro do ano nos quesitos Direção (o ator Nachtergaele, que tem olho clínico para cinema), Ator (Daniel de Oliveira, o Cazuza, em outra interpretação cheia de texturas), Atriz Coadjuvante (Cássia Kiss, arrebatadora numa única cena) e Fotografia (Lula Carvalo, filho de Walter). A trama é difícil de ser descrita e ao final não esclarece muita coisa; tente encarar como uma experiência – radical, perturbadora e particular. Me impressionei com o resultado, mas não consigo recomendá-lo aos mais sensíveis. Cotação: A+

stateofplay1

* Intrigas de Estado (State of Play, 2009, dirigido por Kevin Macdonald): Baseado numa premiada minissérie inglesa com Bill Nighy e James McAvoy, “Intrigas da Estado” se transformou num thriller eficiente do diretor de “O Último Rei da Escócia”. O elenco é de ponta – Russel Crowe, Rachel McAdams, Helen Mirren, Robin Wright Penn, Jason Bateman e Jeff Daniels, mais o canastrão Ben Affleck e um cameo de Viola Davis – mas os personagens não importam tanto enquanto indivíduos. São engrenagens de um roteiro bem elaborado, com algumas surpresas que vão te pegar desprevenido. A trilha sonora é o ponto mais baixo; marca demais as cenas tentando manipular, sem necessidade, a reação do espectador. Cotação: B+

lastchanceharvey

* Tinha Que Ser Você (Last Chance Harvey, 2008, dirigido por Joel Hopkins): Dustin Hoffman e Emma Thompson se reúnem depois de “Mais Estranho Que a Ficção”, desta vez numa comédia romântica convencional, mas interessante. O que diferencia a fita das demais é o fato de que é endereçada a um público mais maduro – casais na faixa dos 50 anos. Não espere, portanto, situações que se resolvam com as bobagens e frivolidades típicas das comédias destinadas a casais de 25. Os personagens aqui são humanos, verdadeiros, melancólicos, incompletos, e Dustin e Emma embarcam com afinco no exercício – ela, em especial, demonstra que continua charmosa, apesar da idade avançando (já beira os 50). A cereja do bolo é a paisagem londrina, muito bem explorada como o pano de fundo da história. Cotação: B+

Vai ver o quê?

Anúncios
Categorias:Cinema
  1. 21 junho 2009 às 2:26 am

    Louis, aqui onde moro esta passando o “Intrigas do Estado”. mas confesso-lhe não estar tão animado para conferi-lo, mesmo com as excelentes críticas. provavelmente vejo em DVD.
    abraço 🙂

  2. 21 junho 2009 às 4:08 pm

    Gosto de filmes fortes. MENINA MORTA é atraente.

    • 21 junho 2009 às 8:52 pm

      Jeniss, eu também fui ver sem esperar muita coisa e acabei me surpreendendo positivamente com Intrigas de Estado. Não é um filme imperdível – e em época de ingresso caro, vale esperar pelo DVD, a menos que encontre alguma promoção (foi o meu caso). Mas veja se tiver uma chance! 😉
      Abraço.

      Gustavo, nesse sentido de filme forte, é atraente sim!

  3. 21 junho 2009 às 9:59 pm

    Já assisti “Intrigas de Estado” (que considero ser um belo filme) e pretendo assistir “A Festa da Menina Morta” e “Tinha que Ser Você”.

    Beijo!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: