Início > Cinema > Últimas experiências cinéfilas

Últimas experiências cinéfilas

Vi agora há pouco:

lifesupport

* Juntos Pela Vida (Life Support, 2007, dirigido por Nelson George): Queen Latifah foi indicada ao Emmy e premiada com o Globo de Ouro e o SAG pelo telefilme da HBO “Juntos Pela Vida”. Ela está de fato muito digna na história real da aidética que tenta deixar para trás o passado com as drogas e se reparar com a família, trabalhando com um grupo de voluntários que dá suporte à portadores do vírus HIV. Infelizmente para Queen, o filme não está à altura do seu talento. “Juntos Pela Vida” cai em todos os clichês das fitas sobre doença, inclusive no pior deles: ser apenas sobre a doença. Ninguém se interessaria em falar sobre aquela pessoa se não fosse por essa condição. Ou seja, outro caso de uma atuação que engole o filme em que se encontra. Mas vale conhecer este grande trabalho de Miss Latifah, que se atuasse dessa forma no cinema, estaria entre as finalistas do Oscar. Cotação: D+

definitely-maybe-movie

* Três Vezes Amor (Definitely Maybe, 2008, dirigido por Adam Brooks): Em uma palavra: adorei! Só com a estreia no TeleCine Premium fui conferir esta comédia romântica muito elogiada sobre um homem (Ryan Reynolds) que resolve contar para a filha pequena (Abigail Breslin) sobre seus três relacionamentos passados. Omite, contudo, o nome das mulheres com quem se envolveu (elas tomam forma nas adoráveis Elizabeth Banks, Isla Fisher e Rachel Weisz), para deixar a garota adivinhar qual delas viria a ser sua mãe. Direção sensível, roteiro acima da média, elenco nos trinques e belas locações nova-iorquinas para coroar. Não deixe de ver! Cotação: A-

last-kiss

* Um Beijo A Mais (The Last Kiss, 2006, dirigido por Tony Goldwyn): Drama episódico que pode facilmente ser visualizado como uma temporada reduzida de seriado de TV. Foi roteirizado pelo Paul Haggis (seu único roteiro recente a não ter maior repercussão) e protagonizado pelo Zach Braff, que vinha de “Scrubs” e do sucesso de sua estréia como diretor de cinema, o simpático “Hora de Voltar”. O resultado de “Um Beijo A Mais” é agradável, mas mais pela combinação do elenco esforçado (conta ainda com Tom Wilkinson, Blythe Danner, Casey Affleck e Rachel Bilson) e da ótima trilha sonora do que por aquilo que tem a dizer. Cotação: B-

Interessado em algum?

Anúncios
Categorias:Cinema
  1. 16 junho 2009 às 11:16 pm

    Assisti apenas “Um Beijo a Mais” e gostei, como você bem disse o elenco é bom e Zach Braff é um sujeito simpático e caiu como uma luva no papel do noivo indeciso.

    Abraço

  2. 17 junho 2009 às 2:47 am

    no trabalho, sempre tive muita sorte em conseguir agradar os clientes indicando “Três Vezes Amor”. comédia romântica de muito bom gosto e com uma presença iluminada de Isla Fisher.
    abraço, Louis 🙂

  3. 17 junho 2009 às 6:29 am

    Não vi o primeiro – e nem tenho curiosidade, principalmente agora.

    Gosto dos outros dois. “Três Vezes Amor” é cheio de charme e simpatia, bem atuado e bem composto. E “Um Beijo a Mais” tem defeitos mas é um drama intimista recheado por uma bela trilha sonora.

    Ciao!

    • 17 junho 2009 às 9:33 am

      Hugo, também me simpatizo com Zach Braff, ator (e diretor) competente e principalmente, um sujeito com ótimo gosto musical! Abraço.

      Jeniss, imagino como deve ser legal trampar numa locadora. E que você fez a felicidade de muita gente ao recomendar Três Vezes Amor. Assim como você, também gosto MUITO de Isla Fisher! 🙂 Abraço

      Wally, concordo. Você resumiu muito bem o que eu achei desses dois filmes. Ciao! o/

  4. 17 junho 2009 às 8:31 pm

    Adorooo horroreees ‘Um Beijo a Mais’.

  5. 17 junho 2009 às 11:35 pm

    Só assisti ao primeiro e ao último filme, que valem para mim, pelas performances de seu elenco, especialmente as de Queen Latifah e Blythe Danner.

    • 18 junho 2009 às 9:36 am

      Cleber, não cai de amores por Um Beijo A Mais, mas gostei do filme!

      Ka, bem lembrado! Blythe Danner está ótima – num trabalho parecido com o que fez na série Huff e que lhe render dois Emmys. Merecia mais reconhecimento! Beijo.

  6. Vinícius P.
    18 junho 2009 às 10:34 pm

    Nossa, eu gostei bastante de “Juntos Pela Vida”! Certo que tem alguns clichês mesmo, mas além da grande atuação da Queen Latifah, a trama consegue emocionar com muita facilidade. “Três Vezes Amor” é um filme muito simpático mesmo, também adorei – e achei a atuação da Isla Fisher uma das melhores do último ano. Já “Um Beijo a Mais” é bem mais ou menos, apesar da Blythe Danner.

    • 19 junho 2009 às 3:43 am

      Vinicius, o que me incomodou em Juntos Pela Vida foi como o filme se focou demais na doença da personagem sem nunca se importar em defini-la além dessa condição. E vejo que os fãs de Isla só aumentam! 🙂 Também acho que ela arrasa. Quanto Um Beijo A Mais, além da Blythe reforço a trilha (procurei assim que acabei o filme e não paro de ouvir)!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: