Início > Teatro > Jekyll & Hyde: O Médico e o Monstro

Jekyll & Hyde: O Médico e o Monstro

Apesar de “Jekyll & Hyde: O Médico e o Monstro” ser uma obra mundialmente admirada, eu não conhecia nada além da sinopse elementar. Sabia, por exemplo, que os dois personagens-título são, na verdade, personalidades diferentes de uma mesma pessoa, o Dr. Jekyll. Depois de lhe negarem os fundos para levar adiante sua pesquisa sobre o comportamento humano – mais especificamente, sobre a tendência intrínseca ao homem de praticar o mal -, ele decide se tornar cobaia do próprio experimento. Mas acaba aflorando seu duplo, o Sr. Hyde, sociopata de feições deformadas que passa a cometer assassinatos brutais. Suas vítimas são os membros da alta sociedade que de alguma forma julga hipócritas e imorais: se essas pessoas são de má índole, ele lhes dá o troco na mesma moeda. Não conhecia maiores detalhes da trama, mas apenas a premissa básica já torna quase impossível viabilizar a história como um musical. Pois a produção foi concebida lá fora e é trazida agora para o Brasil, num espetáculo de encher os olhos, encenado para o público paulistano a partir deste dia 9 no Teatro Bradesco do Shopping Bourbon.

Todas as fotos promocionais trazem o protagonista, Nando Prado (tão seguro nos papeis que nem parece que acabou de estreá-los), posando ao lado de Kiara Sasso. Não suponha, porém, que ela será a protagonista feminina. O cargo é ocupado por Kacau Gomes, que no papel da prostituta que se envolve com os dois gumes – o homem e o monstro -, tem mais tempo e proveito em cena. Kiara é relegada a um papel mais ingrato, o da ingênua noiva do Dr. Jekyll. É uma cantora bem preparada, mas fraca como atriz, degraus abaixo dos outros dois. O restante do elenco se alterna em papeis de média e mínima importância, e é competente como um todo. O problema maior, para mim e creio que para boa parte do público, é que as canções – obviamente, o coração e a alma de um musical – são excessivas e pouco memoráveis, para não dizer chatas (as traduções de Cláudio Botelho também parecem menos inspiradas que de costume e nada fazem para engrandecê-las). As melhores, seja pela melodia ou pela intérprete, são as cantadas por Kacau (que, só depois fui descobrir, dublou as músicas de Anika Noni Rose na versão brasileira de “A Princesa e o Sapo”).

Imagino que quem desconheça o enredo um pouco mais do que eu pode ter dificuldade em acompanhar a narrativa, ou então se cansar com facilidade. Certamente é mais acessível àqueles que já são fãs cativos de musicais – não é para ser recomendado de peito aberto a qualquer um, como “O Despertar da Primavera”, que retorna a São Paulo no dia 10. O apelo de “O Médico e o Monstro” é mais estreito, direcionado a um público mais velho e seleto. Quem não conseguir se conectar com a história ao menos verá que o dinheiro do seu ingresso não foi desperdiçado. Nota-se que cada centavo foi muito bem empregado na produção, que empolga por seu estupendo visual. A iluminação é muito boa (apesar de apresentar alguns vacilos mínimos de estreia), os figurinos são belíssimos, e os cenários, ainda que pareçam pesados demais e que “ranjam” durante a transição, são fantásticos. Destaco ainda os efeitos de cena – a transformação de Nando é impressionante e imperceptível, há um personagem que literalmente pega fogo no palco, uma sequência extensa em que chove de verdade, e muitos outros instantes que farão até o espectador mais desligado soltar um “Uau!” de admiração. A orquestra também está de parabéns – já está afiada e não perdeu a deixa uma única vez. Veredito: recomendado sem ressalvas para os fãs de musicais, e com alguns poréns para quem não é familiarizado com o gênero.

.:. Jekyll & Hyde – O Médico e o Monstro. A partir de 09/07 – Sex e Sab. Horário: sex, às 21h30; sab, às 17h e às 21h. Preço: De R$30 a R$190,00. Adaptação: Cláudio Botelho. Direção: Fred Hanson. Elenco: Nando Prado, Kiara Sasso e Kacau Gomes. Teatro Bradesco. Shopping Bourbon, Piso Perdizes. Rua Turiassu, 2100, Pompeia. São Paulo – SP. Cotação: B-

CategoriasTeatro
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: